Home Data de criação : 10/01/15 Última atualização : 11/10/17 15:40 / 12 Artigos publicados

Comentário 7 – GENEROSIDADE, COMPAIXÃO A TODO PREÇO  escrito em sexta 15 janeiro 2010 15:52

GENEROSIDADE, GENEROSO

Blog de atitudesdevida :Atitudes de vida, Comentário 7 – GENEROSIDADE, COMPAIXÃO A TODO PREÇO

 

            Generosidade é a capacidade de cada indivíduo de ir além dos seus limites. É a capacidade da auto doação do ser de forma total e integral. Este vai além do que lhe foi solicitado, do que lhe foi pedido. Muitas vezes sem esperar um retorno devido, algum tipo de recompensa.

            Esta qualidade em uma vida é algo um pouco difícil de ser encontrado no coração das criaturas. Isto porque de uma forma em geral os humanos como eu e você somos mais dotados ao egoísmo e ao egocentrismo. Nossa capacidade maior é de pensarmos em nós mesmos, em nossos próprios interesses e ideais. Pensamos em nosso próprio bem estar. Somos incapazes de abrir mão de alguma coisa só para beneficiar alguém, ainda mais se pensarmos que a nossa atitude vai prejudicar a nós mesmos.

            A generosidade faz inicialmente com que quem a possui em seu interior seja capaz de se preocupar com o bem do seu semelhante. O generoso sabe repartir o pouco que possa vir a ter com aquele que ele tem conhecimento de que nada possui. Muitas vezes o seu pouco quase não é nada, mas ele é capaz de repartir assim mesmo. E o interessante é que ele reparte com total satisfação e senso de missão cumprida.

            O mais interessante é que o generoso muitas vezes reparte com aquele que ele nem mesmo conhece. Ele não escolhe a quem ajudar. Ele simplesmente fica sabendo da necessidade do seu semelhante e estende a mão com o único intuito de beneficiar o que nada tem.

            O generoso é alguém de visão. Ele percebe as necessidades ao seu redor. Consegue visionar os que dele precisam se mesmos estes lhe dizerem que estão precisando. Além disto, se preocupa com o bem-estar das pessoas indo ao seu encontro e oferecendo-lhes auxílio independente destas lhes pedirem algo.

            O senhor generosidade é capaz de tentar convocar outros para a missão de auxiliar as pessoas ou a grupo de pessoas. Porém mesmo que ninguém se mobilize ele esta disposto a cumprir com a sua parte na árdua tarefa de socorrer ao necessitado.

            O importante quando se trata de generosidade não é a quantia que se oferece. Muitos se impressionam com a quantidade ou com valores que alguém faz de doação. Muitas vezes a quantia não representa nada ou quase nada para quem esta doando. O importante é que o generoso muitas vezes reparte até mesmo o que não poderia dividir com o outro, mas mesmo assim por entender a necessidade ele se mobiliza e vai ao resgate do seu próximo.

            O generoso não necessita de ser sensibilizado por campanhas específicas. Mesmo sem uma motivação externa acompanhada de publicidade ele ajuda ao que nada tem.

            A motivação do generoso é interna. Sua motivação vem do seu dom de ser liberal e isto o impulsiona a ajudar a qualquer criatura que necessite de sua cooperação.

            Existem pessoas que para ajudar os outros dependem de projetos especiais, ONGs e outros tipos de organizações, entidades ou ações governamentais. Nada contra nenhum destes projetos e organizações, eles são necessários. Porém o generoso age independente de qualquer uma destas coisas, porque sua motivação é interna.

            A primeira característica do generoso é ser alguém desapegado aos bens materiais. A generosidade é o remédio, o antídoto do avarento, na língua portuguesa é o antônimo. O avarento passa a vida tentando conquistar o mundo somente para si. Ele corre atrás do que deseja para não ter que repartir com ninguém. Ele investe energia e forças em angariar bens, riquezas e tudo o mais para benefício próprio. Aquele que vive de generosidade tem as mãos abertas para ajudar o necessitado. O avarento se torna escravo da sua própria cobiça. Ele esta totalmente preso ao que possui. Não admite a hipótese de perder nem um centavo se que der do que considera seu. Ele deveria considerar que na verdade nada do que acreditamos ser nosso, na verdade não é realmente nosso. Isto porque no dia em que partirmos deste mundo nada daqui levaremos. Nossos bens que na verdade só foram nos dados para que cuidássemos deles um dia nos serão pedidos e não levaremos nada deste mundo para o outro. Os antigos egípcios eram tão apegados aos bens materiais que acreditavam que iria levá-los para o mundo do além. Sua crença era tão forte que eles eram embalsamados e dentro de seus sarcófagos eram colocadas suas riquezas pensando eles que passariam para a pós-morte levando consigo seus pertences terrestres. Muitos hoje praticamente agem desta forma só faltam pedirem aos seus que no seu sepultamento sejam enterrados juntamente com suas riquezas.

            A pessoa dotada de generosidade é capaz muitas vezes de tirar a própria roupa do corpo para dar ao seu semelhante. Isto é muito raro hoje em dia, isto porque as pessoas estão cada vez mais individualistas. O ser humano tem estado cada vez mais frio e cada vez mais preocupado consigo mesmo.

            Por mais que sejam lançadas campanhas do voluntariado. E quantas pessoas não se engajaram nesta campanha se voluntariando em hospitais, escolas, entidades e muitas outras organizações. E como estas tem sido lançadas campanhas e mais campanhas ano após ano, mas enquanto não imperar no coração do ser humano a capacidade de ser generoso pouco acontecerá para tentar, por exemplo, acabar com a fome mundial.

            A segunda característica do generoso é a misericórdia. Palavra esta que no latim foi um associar de palavras de origem do latim, prefixo miseris que significa miserável e sufixo cordis que significa coração. Para tanto resultou em “um miserável no coração”. Quantos miseráveis existem neste mundo e estes precisam ser colocados em nossos corações para que estes se encham de generosidade em direção a estes. A misericórdia capacita o ser humano a não ser tão rigoroso em seu julgamento. Muitos são muito enérgicos em condenar alguém. Tratam as pessoas com tanta severidade. Esquecem de se encher de misericórdia esquecendo-se de que também podem um dia se encontrar na mesma situação daquele que é objeto de seu julgamento.

            A terceira característica que deve possuir o generoso é a empatia. Esta é a capacidade de eu me colocar no lugar do outro. Capacidade de olhar com o olhar do outro, ou seja, pensar em uma perspectiva que possa muitas vezes ser diferente da sua. Existe um costume nos EUA de se falar que se você deseja saber a dor de outra pessoa você precisa calçar os mocassins dele. Ou seja, cada um possui um tamanho de pé para utilizar um determinado calçado. Se a gente calça algo diferente do que é nossa forma de pé não vai se adaptar aos nossos pés. Só sabemos o que alguém esta passando realmente se a gente pudesse viver a vida daquela pessoa, o que não é possível realmente. Então podemos tentar nos colocar no lugar desta pessoa, tentando sentir a mesma dor desta pessoa. Nada na vida acontece por acaso. Tudo que nos acontece tem um propósito e uma razão de ser e de existir. Precisamos tentar saber o que esta causando uma determinada situação na vida de uma pessoa. Ou porque razão aquele individuo esta passando por aquilo de forma que ao entender a gente tenha condição de ajudar esta criatura.

            Quarta característica da generosidade é a compaixão. Do latim compassione significa a compreensão da situação do outro. Ou seja, ela anda lado a lado com a empatia. A compaixão é o sofrimento compartilhado com o meu semelhante.

            Na compaixão devemos nos colocar ao lado do outro tentando auxilia-lo nas suas adversidades. A compaixão é o oposto da indiferença. Quantos olham para alguém próximo e agem como se o que vissem fosse um objeto inanimado e não um ser humano como ele. São completamente frios diante da dor humana. O individuo compassivo percebe a dor alheia e ao se compadecer vai em socorro do mesmo.

            A compaixão esta relacionada com infortúnio, porque eu me incomodo com a dor do outro. Eu não fico satisfeito enquanto não vejo a situação ou o problema do outro serem selecionados. Ela irá me levar ao cumprimento do meu dever enquanto ser humano que precisa ser sensível às necessidades de outro ser humano.

            As pessoas se encontram cada vez mais frias. O ser humano esta cada vez mais distante um do outro. As pessoas não estão nem ai se o outro esta bem ou mal. Cada um quer saber mesmo é de si e outro que se exploda. Quantas vezes uma pessoa chora próximo à outra e ninguém ao menos se aproxima para perguntar a respeito do que esta acontecendo. Portanto compaixão é algo raro de existir no coração das pessoas de um modo em geral.

            No grego a palavra para compaixão é sympathesai que significa sentir com ou sofrer com. A compreensão literal da palavra do grego para o português nos dá a idéia de “ser tocado nas entranhas”. Isto significa que estar dor vem de nossas vísceras ou do mais íntimo de nosso ser. Ter compaixão por tanto é uma dor que tenho pelo outro que vem lá de dentro do meu ser me fazendo sentir juntamente com o outro. Este é um sentimento que deveria ser mais freqüente no coração e mente das pessoas para que o mundo fosse melhor e mais humano.

            As pessoas estão cada vez mais secas e infrutíferas. Elas agem como se a outra pessoa que esta do seu lado nem mesmo existisse. O ser humano ignora o outro como se este fosse um nada. Trata o outro como um objeto inanimado. Despreza o seu semelhante como se fosse melhor do que ele de alguma maneira. Muitas vezes o objeto do desprezo se dirige aos superiores e nem mesmo obtém uma resposta se quer. Dirige-se ao principado, mas este esta elevado de mais para ouvir uma própria criatura mortal.

            A compaixão é sentimento para humanos ou mortais não algo compartilhado por aqueles que se consideram deuses. Aqueles que se colocam em posição de superioridade em relação as outras pessoas não tem tempo e nem mesmo espaço em suas agendas para sentirem sentimento tão pequeno.

            Generosidade não é algo que deuses venham a sentir.

            Pessoas generosas são interpretados como moles. São considerados como bobões. Muitas vezes os espertalhões tiram proveito destes que possuem um grande e enorme coração. São sempre o motivo da chacota porque são os que ajudam até aqueles que não mereceriam da parte deles nenhuma espécie de misericórdia.

            Uma senhora foi se aproximando de uma outra senhora. Esta estava acompanhada de suas duas filhas.e foi até aquela então para lhe pedir esmolas. Esta que daria a esmola procurou em seus bolsos e carteira e nada encontrou. A única coisa que encontrou foi uma tangerina em sua bolsa. E mais do que rapidamente deu aquela senhora que esmolava e esta então a repartiu com suas duas filhas. A generosidade não esta em darmos o muito que temos, mas sim o pouco que possuímos. É interessante você perguntar a si mesmo se estas de bom coração e agrado repartindo com o necessitado o que tens? Tens sido generoso com o teu semelhante?

            Em uma escola em Berkeley, aonde é trabalhado o conceito de sustentabilidade, que representa um modelo de generosidade para com o planeta. Escola esta em que o cientista, físico e escritor Fritjof Capra. Lá nesta escola tem uma aluna que carregava um balde de cascas de legumes para um lugar aonde estes restos são transformados em adubo. Esta menina carrega estes baldes crendo estar fazendo a sua parte e tem em seus lábios a seguinte frase: “Estou levando comida para o planeta.” Isto é atitude de generosidade.

            E você quais atitudes de generosidade tem tido com o planeta e com pessoas a sua volta?

            Pequenos gestos de generosidade estimulam os outros a os terem também. Mas parece que de tempos em tempos vamos abandonando isto. A prova disto é que antigamente a prática na páscoa era a troca de ovos ocos de galinha que eram pintados com cores fortes e alegres e uns trocavam os seus ovos com os outros, isto reciclava a idéia de generosidade entre as famílias. Mas esta prática foi trocada pelo consumismo exacerbado de ovos de chocolate.

            Precisamos estimular a prática da generosidade, do compartilhar, do repartir.

            Não devemos fazer alarde do que fazemos de bem ao nosso próximo. Há aqueles que adoram fazer comercial do que fazem de benefício ao seu semelhante. Gostam de colocar em outdoor o que fazem para que sejam reconhecidos por todos. Aquele que possue necessidade de ser reconhecido pelos outros é porque na verdade não se utilizou de generosidade real. O generoso faz e se possível ainda pede que quem foi beneficiado nem mesmo comente com ninguém o que aconteceu. O generoso faz de forma que não haja nenhum observador ao seu ato. O generoso faz de sua caridade um verdadeiro ato de anonimato. O generoso age de forma discreta para que o único a conhecer suas atitudes seja o individuo agraciado. O generoso não esta preocupado em receber nenhum tipo de benefício com o que esta fazendo nem mesmo a notoriedade.

            Muitos podem bater no peito e se dizer generosos mas o verdadeiro generoso muitas vezes nega sua condição nem mesmo querendo que alguém lhe diga que ele possua tamanha qualidade.

            O generoso é o contrário do ganancioso. O ganancioso é insaciável. Ele sempre quer ter mais e muito mais. A ganância nunca esta satisfeita, ela acaba por produzir mais ganância. O generoso tem paz naquilo que realiza que é a auto doação.

            Precisamos estimular a generosidade em nossas crianças para que possam crescer adultos generosos. A criança é por natureza egoísta. Ela possui dificuldade em dividir seus brinquedos, doces e outras coisas mais. Um exemplo disto é quando um casal possui um filho e depois de alguns anos resolve ter outro. O mais velho terá dificuldades em repartir o espaço que antes era só seu com mais um que vai chegar. Precisamos ensinar as crianças a repartir. As crianças precisam saber compartilhar o seu pouco com o seu coleguinha para que cresça um adulto generoso. Estimular o filho a oferecer o que esta comendo por exemplo a quem esta ao seu lado não é só uma atitude de educação, mas também uma atitude de generosidade.

            Seja você um verdadeiro porta voz da generosidade. Se você se posicionar como alguém que vai espalhar a generosidade ao seu redor isto acabará por contagiar aos outros. Comece sempre seu dia com um belo sorriso no rosto e nunca se esqueça de cumprimentar seus colegas de trabalho, pessoas na condução e por onde você passar. Não deixe de repartir o que tem com os que estão a sua volta por mais que o que você tenha seja considerado por você pouca coisa. Tenha atitudes de generosidade e aos poucos você estará conquistando ou arrebanhando outros pro seu exército de generosidade.

Compartilhar
1 Fan

Faça um comentário!

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.
Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (107.21.187.131) para se identificar     

Nenhum comentário
Comentário 7 – GENEROSIDADE, COMPAIXÃO A TODO PREÇO


Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para atitudesdevida

Precisa estar conectado para adicionar atitudesdevida para os seus amigos

 
Criar um blog